Revista D&A – Decoração e Arquitetura – Revista Digital

Novidades

Curta nossa fanpage
Proj. Suely Rolnik (Foto Rômulo)

DESIGN CLÁSSICO COMO ESCOLHA DE VIDA

Escritora e psicanalista, a moradora desse apartamento em São Paulo tem uma paixão: sua coleção de livros. Para abrigá-los, a arquiteta Tânia Eustáquio aproveitou a reforma do apartamento para planejar estantes que se estendem
do estar, ao jantar e por fim o escritório. Esse último ambiente é de suma importância no lar, que tem a função dobrada como local de trabalho.

Para unir nos momentos de lazer e separar quando o assunto é o ofício da moradora, a arquiteta derrubou todas as paredes e previu portas de correr, tornando a versatilidade palavra-chave.

Com 135 metros quadrados, o apê por si só tem uma característica marcante. Ele está localizado em um prédio dos anos 50, ícone construído pelo arquiteto Artacho Jurado. A bagagem história do local se reflete na segunda coleção da moradora – a de móveis. Clássicos do design, do chaise LC4 de Le Corbusier, pautaram a escolha do mobiliário e decoração de linhas atemporais. Mesas e poltronas Saarinen, adquiridas na Arquivovivo, compõem o jantar, enquanto um balcão da Ovo iluminado por uma peça da FAS Iluminação.

Na cozinha, o azul ilumina balcões e mesas. A bancada é em Silestone. A marcenaria é da Di Legno.

O mesmo tom colore o banheiro, um ambiente completamente voltado aos momentos de tranquilidade e relaxamento. As paredes que dividiam a suíte foram eliminadas, resultando na exposição de colunas – que, pintadas, se tornaram parte do charme do projeto. Além do ofurô, o boxe possui seixos para massagem dos pés, adição caprichosa ao espaço.

 

Fonte: Assessoria | d33 Comunicação


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistad/public_html/wp-content/themes/revistadea/functions.php on line 190

    Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistad/public_html/wp-content/themes/revistadea/functions.php on line 190
Mais novidades